Menu fechado

A busca por uma jornada mais fluída com corretores e clientes

A hora da passagem do bastão na Liberty Seguros está chegando. Após atuar seis anos como presidente da Liberty Brasil, Carlos Magnarelli vai deixar a filial brasileira. Em seu lugar assume Patricia Chacon, que já tinha presença marcante na administração da filial brasileira como líder de transformação digital nos últimos dois anos e cujo desejo é criar uma jornada fluída para corretores e clientes.
Em entrevista coletiva realizada na tarde desta segunda-feira (12), foram apresentados três ações da Liberty no Brasil com o objetivo de fazer a companhia crescer. Patricia ressaltou a importância da jornada digital para corretores e clientes e, dentro deste contexto, a empresa se preocupou em criar processos para entregar mais personalização.
Estas ações incluem a criação do seguro Auto Controle, com o qual o consumidor paga por km rodado. A novidade está sendo testada em São Paulo, com clientes que rodam até 500km por mês. Patricia resumiu: “no final do dia, o que as pessoas querem é uma jornada mais fluída”. Isso pode ser proporcionado pela incorporação de novas tecnologias capazes de incluir mais consumidores ao mercado de seguros.
A segunda ação da companhia é a criação de um seguro de vida que tem o sugestivo nome de Meu Momento de Vida, que pode ser adequado à realidade atual de cada cliente. Por último, a seguradora está aprimorando a sua plataforma digital com o portal do corretor de seguros, que proporciona economia de tempos para os profissionais, oferecendo oportunidade de novos negócios e serviços que se adaptam aos hábitos de uso de cada usuário. “Temos muitas oportunidades para crescer. Os números não significam nada sem os serviços que estamos prestando, principalmente atraindo os corretores de seguros para trabalhar com a empresa”, ressaltou Patricia.
Neste momento de pandemia, a companhia não se furtou a responsabilidade de colaborar com a sociedade. “O Brasil passa por um momento desafiador e, assim como fizemos em 2020, com doação de máscaras, vamos fazer doação de 1 milhão de reais para o combate à insegurança alimentar. Há muitos lares em situação emergencial”, destacou a CEO.
Sobre a diversidade na empresa que lidera agora, Patricia apontou uma ação que se destaca frente ao mercado. Ao contrário do mercado que conta com apenas 25% de mulheres em cargos de lideranças, na Liberty elas somam 38%. “A equidade de gênero é essencial na Liberty e em qualquer empresa”, salientou Patricia.
Novos desafios
Após seis anos na filial brasileira, Carlos Magnarelli vai chefiar a Liberty Mercado Andes, com sede em Santiago e responsável por Chile, Colômbia e Equador. Por aqui, o desafio de Magnarelli foi manter a companhia entre as 10 líderes de mercado. “Em automóvel somos a 5a. companhia e crescemos 7,7% em 2020, em relação ao ano anterior”, comemorou.
Agora, seu desafio será a integração das três unidades. Ele comentou: “são três companhias geridas por apenas uma equipe. Sempre achei que o detalhe, o foco, é muito importante para o sucesso. A forma de gerir este mercado é diferente e bem mais complexo. As três companhias representam 60% das vendas no Brasil, com processos e sistemas diferentes entre os países. Ao contrário do que acontece no Brasil, quando comparado com o mercado, estas unidades são menos eficientes”.
Para Magnarelli a empresa tem mais possibilidades de ser eficiente e mais competitiva.
Kelly LubiatoRevista Apólice
The post A busca por uma jornada mais fluída com corretores e clientes appeared first on Revista Apólice.

[ Ler a notícia completa ]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *