Menu fechado

Confira as melhores dicas de segurança digital para o home office em 2021

Dicas de segurança digital para o home office em 2021

A migração para os canais digitais para o trabalho e organização de documentos já acontecia no Brasil, mas com a pandemia dos anos de 2020 e 2021, encaramos um aumento significativo do trabalho em regime de home office, e mais do que nunca, uma dependência nas tecnologias que permitem nosso trabalho. De corretores até médicos, diversos profissionais estão encarando cada vez mais as vantagens e desvantagens do mundo eletrônico.

E embora a conveniência seja tremenda, com contato imediato, espaço quase infinito de armazenamento, ferramentas inteligentes para otimizar nosso cotidiano, o mundo dos documentos eletrônicos também carrega consigo alguns desafios: ataques de ransomware por exemplo cresceram em mais de 300% no país e são capazes de tornar o computador refém, enquanto que o vazamento de dados de planilhas de clientes, informações confidenciais de empresas e até mesmo dados bancários se tornou corriqueiro graças às falhas de segurança digital de trabalhadores ainda não acostumados com seu equipamento.

Por isso, nossa equipe selecionou as melhores dicas de segurança digital para 2021, permitindo que você aumente significativamente a integridade dos dados de seus clientes e de sua empresa, sem atrapalhar sua rotina profissional. Vamos conferir.

Protegendo a rede e conexão com a internet

A primeira porta de entrada entre nosso computador e o mundo da internet, recheado de informações mas também ameaças, é o nosso roteador e as configurações de rede do dispositivo. Por isso, algumas dicas são fundamentais:

Programa de VPN

Um programa de VPN usa a técnica da criptografia para camuflar meu IP e evitar que qualquer terceiro seja capaz de interceptar os dados que chegam ou saem do computador. Isso é importante, pois evita diversos ataques de malware. É impossível, por exemplo, redirecionar o site oficial do banco para uma versão maliciosa, ou então, comprometer a rede Wi-Fi e ler os dados de outro usuário. É essencial manter o software ativado sempre que usar um computador para o trabalho.

Configurações do roteador

O roteador é o dispositivo que controla cada pacote que enviamos ou recebemos. Apesar de não parecer, no fundo, ele é um pequeno computador especializado rodando um software de gestão de redes. É por isso que falhas de segurança podem comprometer toda a segurança da rede. Alguns ajustes que podem ser realizados na página de configuração do roteador nos ajudam a evitar problemas:

  • Desligue o WPS: a opção WPS, embora prática, é considerada vulnerável atualmente pois possibilita ataques de força-bruta capazes de quebrar a senha da rede.
  • Use uma senha forte e memorável: uma dica para elaborar senhas fortes, mas fáceis de lembrar, é criar uma frase composta por 3 palavras distintas, ex: “árvore-esmeralda-mochila”
  • Use apenas o padrão WPA2-PSK: por padrão, algumas redes usam o modo WEP, antigo e pouquíssimo seguro. Redes WEP podem ser invadidas em segundos.
  • Ligue o sinal 5GHz: quando disponível, o canal de 5GHz aumenta o desempenho da rede e reduz as instabilidades em vídeo chamadas e envio de documentos.

Protegendo o computador

Se nossa conexão com a internet está segura, agora precisamos focar nossa atenção na proteção dos dados pessoais ou de clientes que estão armazenados em nossa máquina. Diversos golpes são possíveis, desde roubo de dados para espionagem corporativa ou venda, chantagem e extorsão, além de simplesmente perda permanente de documentos importantes. Veja o que é necessário para proteger o computador:

  • Ative o Windows Defender: o Windows Defender é o programa antimalware nativo da Microsoft, capaz de detectar ameaças comuns e impedir seu efeito no computador.
  • Ative o Firewall: o firewall impede que programas realizem conexões secretas com a internet, por exemplo, um cavalo de tróia não seria capaz de enviar os dados do usuário para o hacker através da internet.
  • Ative o BitLocker: o BitLocker aplica a criptografia ao disco rígido do computador. Dessa forma, será impossível acessar os dados sem conhecer sua senha, mesmo em caso de roubo ou perda.

Programa de sincronização em nuvem

Um dos hábitos mais perigosos durante o home office é a transferência de arquivos via anexos de email. O protocolo de emails não foi pensado para o armazenamento e compartilhamento seguro dos arquivos, ou seja, os dados podem ser interceptados e lidos. O uso de um programa de sincronização em nuvem como o Google Drive, Dropbox ou One Drive resolve diversos problemas pois é capaz de criar backups automáticos dos arquivos, acessíveis em qualquer lugar, além de permitir o compartilhamento seguro dos documentos com outros usuários e clientes.

Agora você já conhece as dicas mais importantes para melhorar a integridade de seus dados durante o home office. As práticas de segurança digital são tão importantes como a organização pessoal dos documentos, e precisam ser constantemente atualizadas. Confira também: Ergonomia no home office: Sharecare lista ações que podem ser adotadas.

#GuestPost

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *