Menu fechado
Pacote LGPD

A importância da educação corporativa para a capacitação no setor de seguros

Em um cenário de crescente procura por profissionais qualificados, empresas de todo o mundo enfrentam um dilema: como conquistar e reter talentos? São muitos os possíveis caminhos, o que a meu ver faz com que a área de recursos humanos seja tão cativante e desafiadora. Um deles, que funciona como parte integrante de uma longa jornada é a capacitação por meio da educação corporativa.

De acordo com o estudo global ‘Top 5 priorities for HR leaders in 2022’, publicado pela consultoria Gartner, 17,7% das empresas entrevistadas acreditam que a educação corporativa é hoje a maior prioridade e 76,5% priorizam ou pretendem priorizar investimentos nesta frente. Essa valorização da capacitação de talentos, como indicado na pesquisa, é uma tendência mundial que faz muito sentido para a nossa realidade.

Valdirene Soares Secato

Educação corporativa é uma forma de preparar novos talentos e atualizar os que já são da casa. Com novas tecnologias, produtos e serviços disruptivos entrando e impactando o mercado em períodos cada vez mais curtos, as empresas que não possuem essa constante preocupação com os seus funcionários acabam ficando para trás neste grande desafio.

Para se ter uma ideia, compare as mudanças tecnológicas de grande impacto que ocorreram dos anos 40 aos anos 80 e as que aconteceram dos anos 80 até os dias de hoje. Sem dúvida, nos últimos 40 anos foi onde aconteceram as principais alterações, e em um ritmo absurdamente rápido, impactando todas as áreas de negócios e fazendo com que algumas deixassem de fazer sentido, enquanto outras milhares nascessem e prosperassem.

E o mercado de seguros, no qual atuo, também mudou drasticamente, e as empresas precisam acompanhar estas mudanças para se manterem relevantes no segmento. Para isso, é necessário não somente uma área de inovação atuante, bem como um Recursos Humanos conectado aos movimentos do mercado e da sociedade, que atraia e engaje novos talentos com diferentes perfis ao propósito do negócio e que prepare os funcionários para os desafios desse novo cenário.

Atualmente, com tantas mudanças e novos conceitos surgindo a todo momento, a capacitação torna-se cada vez mais relevante para o desenvolvimento das pessoas e consequentemente para os resultados dos negócios, seja pelo aprimoramento dos conhecimentos existentes (upskilling), por levar novos conhecimentos/habilidades (reskilling) ou até mesmo por ampliar repertórios.

Nesse contexto, também é importante destacar que devemos dar atenção para as hard skills e reforçar a importância das soft skills, especialmente depois dos momentos de incertezas enfrentados durante a pandemia. Por isso a relevância da capacitação também é focar nessas habilidades interpessoais, como empatia, resiliência, flexibilidade, adaptabilidade, dentre outras, o que aprimora a nossa capacidade de lidar com situação difíceis.

O aumento da procura pelos gestores e equipes por programas que envolvam a educação corporativa em seus mais diferentes aspectos mostra que, para prosperar neste novo e dinâmico cenário, é importante que a capacitação de talentos seja percebida como um investimento relevante para o negócio. É importante ter em mente que, além do investimento das empresas em educação corporativa contribuir com os resultados dos negócios, também colabora para o desenvolvimento da marca, do mercado e da sociedade.

* Por Valdirene Soares Secato, diretora de Recursos Humanos, Ouvidoria e Sustentabilidade da Bradesco Seguros
The post A importância da educação corporativa para a capacitação no setor de seguros appeared first on Revista Apólice.

[ Ler a notícia completa ]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.