Menu fechado
Pacote LGPD

Como a Darwin está usando dados para oferecer um seguro ‘tailor made’

A Darwin acaba de levantar US$ 8 milhões (R$ 43 milhões ao câmbio de hoje) numa rodada que vai bancar a visão dos fundadores de ‘disruptar’ o seguro auto — um mercado dominado pela Porto Seguro e que, até agora, parecia imune a novos entrantes.

A rodada, que está sendo chamada de um pre-Series A, foi liderada pelo corporate venture capital do banco BV, que colocou US$ 5 milhões do total.

A capitalização financia o plano de negócios da Darwin por dois anos, permitindo que a empresa execute “com calma e com uma cabeça muito forte de gestão de risco,” o cofundador Carlos Barros disse ao Brazil Journal.

A rodada vem num momento em que a Darwin se prepara para colocar seu seguro na rua depois de mais de um ano desenvolvendo o produto e os canais de distribuição.

Na semana passada, a startup conseguiu a licença da Susep para operar dentro do chamado ‘sandbox regulatório’, uma licença experimental de três anos que exige um capital mínimo menor mas impõe limitações à operação. (Já no ano que vem, a startup planeja entrar com o pedido para uma licença definitiva).

A Darwin quer se diferenciar das grandes seguradoras, como a Porto, com um modelo de precificação que usa dados sobre a qualidade da direção dos motoristas para precificar o seguro — premiando quem dirige com cautela e em regiões mais seguras e aumentando o preço para o mau motorista.

O modelo da Darwin é parecido com o da Justos, outra startup (ultra) capitalizada que está tentando ‘disruptar’ o seguro auto com uma precificação mais dinâmica.

Mas diferente da concorrente, a Darwin optou por conseguir uma licença de seguradora em vez de operar no modelo de MGA (managing general agent), em que uma seguradora estabelecida empresta seu balanço e assume os riscos — deixando a startup responsável apenas pela precificação e venda dos seguros.

A entrada do BV no cap table vai ajudar na distribuição do seguro da Darwin. O banco tem uma das cinco maiores corretoras de seguros do Brasil com mais de R$ 1 bi em prêmios emitidos. Além disso, o BV tem uma operação relevante de financiamento de carros, que tem sinergias óbvias com o negócio da Darwin.

[ Ler a notícia completa ]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.