Menu fechado
Pacote LGPD

Expectativa de boas trocas e networking: como foi o primeiro dia dos brasileiros no ITC Latam

A delegação brasileira que está participando do ITC Latam, em Miami, está animada com a possibilidade de trocas e aprendizados com os participantes de outros países. Focado no mercado de seguros da América Latina, o evento traz importantes discussões sobre a indústria do seguro na região com foco nos desafios, possibilidades e soluções. “Este é um momento para encontrar soluções bem diferentes, de culturas diferentes e necessidades diferentes. Apesar dos players serem diferentes, no fundo, vários desafios são comuns, então essa troca de ideias de como se chega em soluções é muito positiva”, destacou André Fichel, CTO da Akad Seguros. A visão é compartilhada por Fabiana Resende, vice-presidente executiva do Seguro PASI. “A gente vai conseguir ter uma visão até mais próxima da nossa realidade porque quando troca com tantos países da América Latina, consegue ver as boas práticas que estão sendo feitas lá e mostrar o que a gente tá fazendo também”, afirmou.

O Brasil corresponde a mais de 40% dos prêmios emitidos na América Latina, tendo papel de destaque neste contexto. Por isso, para Bruno Porte, Vice-Presidente de Tecnologia e Transformação da AXA no Brasil, fazer negócios, aprender, trocar ideias não só com os brasileiros, mas com os participantes de outras nacionalidades é fundamental. “Participar de eventos dessa natureza que envolvem a questão da inovação é sempre muito importante. Além de dividir experiências, capturar tudo que está acontecendo no Brasil e América Latina. O local do evento de certa forma aguça os sentidos no sentido de respirar um pouco o que está acontecendo na América do Norte, então é muito interessante também o local que o evento está sendo realizado”, afirmou o Presidente da Porto Seguro, Roberto Santos.

O CEO da Celent, Juan Mazzini, ressaltou que a questão da inovação é um grande diferencial do evento. “Temos diversos exemplos de como as seguradoras podem trabalhar com startups, distribuição, automatização inteligente. É uma honra estar aqui no ITC América Latina”, afirmou. Para Felipe Barranco CEO e Founder da Flix, inovação, tecnologia e modelos de distribuição também são o ponto forte do evento. “Estou com expectativa alta para o conteúdo e networking”, disse. “Para o nosso ecossistema isso é muito importante. Buscar inovação, conhecimento diferente, principalmente networking com pessoas que estão inseridas no mesmo ecossistema que a gente”, destacou Gustavo Zanon, COO da seguralta Corretora de Seguros.

Um evento focado no mercado da América Latina acaba sendo, para os participantes, algo mais próximo da sua realidade no dia a dia. “É importante porque as soluções que tem em Vegas são gigantescas e fora dos padrões de quem tá iniciando e aqui neste primeiro dia a gente já fez três ou quatro reuniões e a expectativa é a melhor possível”, destacou Márcio Uberti, diretor de operações e sinistro da Livonius. “Participar deste evento é uma oportunidade de conhecer pessoas chaves do mercado brasileiro e latinoamericano, ter boas ideias, insights e trocar informações com o time para melhorar o mercado para os brasileiros de modo geral”, acrescenta Mario Hollaender, da Pager.

O evento também marca um momento para encontros que, na correria do dia a dia, não são possíveis. “Estamos tendo a oportunidade de encontrar com pessoas e organizações tão relevantes dessa indústria no Brasil e no mundo. Tenho certeza que trará bons aprendizados para nossa companhia”, afirmou vice-presidente comercial de produtos e marketing da Tempo, João Armesto. O CEO da Azos, Rafael Cló, espera que este seja o primeiro de muitos eventos focado no mercado latinoamericano.

O post Expectativa de boas trocas e networking: como foi o primeiro dia dos brasileiros no ITC Latam apareceu primeiro em CQCS.

Publicado em: CQCS
[ Ler a notícia completa ]