Menu fechado
Pacote LGPD

FamíliaPro, startup curitibana, quer revolucionar um mercado de gestão de imóveis

Simplificar a gestão dos imóveis das pessoas, ao mesmo tempo em que tira a principal dor de cabeça em heranças e inventários. E tudo isso economizando até 90% dos custos envolvidos no processo de herança.
Esses são os objetivos e benefícios dos serviços da FamíliaPro, uma wealthtech que pretende revolucionar o mercado de holdings familiares e family offices no Brasil.
A proposta surgiu a partir de um estudo de mercado que aponta que os custos envolvidos no repasse de bens entre gerações podem chegar a até R$780 bilhões em gastos com heranças.
“Ninguém quer sofrer com burocracia e gastos indesejados para herdar um imóvel. Muito menos ver isso acontecer repetidamente de geração para geração”, diz Daniel Ikenaga, idealizador do projeto e CEO da FamíliaPro. Após ele mesmo ter sofrido com as diversas situações de um inventário, identificou no seu problema particular uma oportunidade de negócio.
Com formação em estatística, Daniel analisou os diversos cenários envolvendo o processo de transferência de imóveis via doação ou em caso de falecimento dos titulares e como poderia usar a tecnologia para reduzir a burocracia desse processo e efetivamente proteger os patrimônios das famílias.
O mercado de gestão patrimonial e planejamento sucessório contempla diversas áreas jurídicas e contábeis, com especial destaque ao aspecto tributário. Contudo, apenas alguns players disponibilizam esses serviços – normalmente instituições financeiras renomadas, escritórios de contabilidade e advocacia especializados.
Isso acaba restringindo o acesso e o conhecimento a serviços dessa natureza, além de acarretar em altos custos operacionais.
Com 20 anos de atuação no mercado de tecnologia e mais de 2000 startups mentoradas, Ikenaga aplica todo o seu conhecimento e experiência obtida para minimizar os riscos e maximizar os acertos com a FamíliaPro, trazendo uma solução mais eficiente no processo de criação e gestão dos imóveis por meio de holdings familiares – empresas criadas com o propósito de gerir os imóveis da família e retirar a burocracia envolvida nesse ramo.
Captar para ampliar
Ikenaga complementa que “cerca de 99% das famílias brasileiras com patrimônio imobiliário superior a R$1 milhão não são atendidas pelo mercado tradicional e não sabem que podem se beneficiar ao criarem sua holding familiar”.
Por isso, a startup tem no seu roadmap a expansão de atuação no mercado brasileiro e oferecimento de serviços complementares focados no apoio e simplificação do presente e futuro das famílias.
“Hoje focamos no público paranaense, e com a chegada do investimento seed, nossa proposta é atingir o público de sul e sudeste ainda em 2022, e a partir de 2023 chegar a todo o Brasil”, comenta Ikenaga.
E para poder fomentar a ampliação de atuação, a startup está com rodada de captação seed aberta. O objetivo é investir na contratação e expansão do mercado.
A metodologia empregada faz toda a diferença
O processo de criação e gestão de holdings familiares é o foco dos serviços da startup, que centralizou cinco diferenciais do seu serviço: preservação dos laços familiares, proteção patrimonial, gestão patrimonial facilitada, planejamento sucessório e economia financeira.
Ao evidenciar os benefícios e “fatiar” o complexo processo de criação e gestão das holdings, a FamíliaPro aumenta o alcance de mercado do seu produto, hoje muito limitado a uma pequena parcela de famílias brasileiras.
Hoje os serviços de gestão do patrimônio das famílias são muito restritos a um pequeno número de famílias, pois os serviços disponibilizados trazem consigo um custo elevadíssimo, decorrente de grandes estruturas montadas por trás dessas ofertas” conta Marcela Lachowski, co-fundadora da FamíliaPro.
Tecnologia para tornar o processo eficiente
A eficiência é trazida pela tecnologia empregada em toda a cadeia de prestação do serviço, permitindo à startup monitorar e prevenir erros comumente cometidos no processo de criação e gestão de holdings, trazendo disrupções não encontradas no mercado.
Um exemplo é percebido já no atendimento inicial, quando os potenciais clientes saem da primeira conversa com a equipe da FamíliaPro já com um orçamento para criação de sua holding e um cenário personalizado de economia de impostos de acordo com o número e situação de seus imóveis. Este cenário é feito na hora da reunião, a partir de uma calculadora automatizada.
“Buscamos eficiência no processo justamente para poder trazer segurança, agilidade e também ampliar o número de famílias que podem ser atendidas pela gestão imobiliária.
A eficiência nos permite reduzir custos e focar no que os nossos clientes realmente precisam, o suporte na gestão e proteção dos seus imóveis, desde o processo de aquisição até a gestão e planejamento do futuro”, conclui Marcela.
COO & Business Development
Foto: Daniel Ikenaga idealizador do projeto e CEO da FamíliaPro  e Marcela Lachowski, co-fundadora da FamíliaPro
O post FamíliaPro, startup curitibana, quer revolucionar um mercado de gestão de imóveis apareceu primeiro em Revista Insurance Corp | PT-BR.

[ Ler a notícia completa ]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.